XXX FEINTER – Feira Interdisciplinar do CENSA

Texto por: Professora de Português Maria de Fatima Flores Arruda Rocha | Professora de História Vera Lúcia Falcão Denis

Trinta anos de FEINTER! Há três décadas, interdisciplinaridade era uma palavra que poucos conheciam seu significado e poder de transformação. Naquela época, final dos anos 80, Irmã Ivone Yared, com segurança e competência já apostava em um diferencial em educação.

Passados 30 anos, muitos temas foram estudados, pesquisados e questionados, e timidamente iniciou. Atualmente os pais, que participaram da primeira FEINTER, assistem às apresentações de seus filhos e percebem que os temas,  extrapolam os muros da escola, questionam problemas sociais, ambientais e políticas públicas em âmbito mundial e local.

Neste ano, a XXX FEINTER, teve como objeto de estudo “Ação/ Reação: Potencial de Transformação”. Foram 19 projetos, da Educação Infantil ao Ensino Médio que perpassaram pelas Artes, diversidade cultural, meios de transporte, acessibilidade & nclusão, sustentabilidade, políticas públicas (na saúde, educação, lazer e questões da adolescência), atuação de Conselho Municipal, desperdício de alimentos e Cultura, como diferencial contra a exclusão. Temas que foram abordados ao longo do ano e apresentados a uma Banca Examinadora antes de serem divulgados e expostos para as famílias e sociedade local.

A abertura da Feira se deu na noite de 24 de outubro, com uma apresentação de todos os alunos  com exposições de diversos assuntos, voltados a Salvação do planeta Terra que se dará com a diminuição de toda destruição, somando forças advindas de todas as partes e culturas e a geração de uma sociedade sustentável, baseada no respeito pela natureza, nos direitos humanos, na justiça e a uma cultura de paz, foram os pontos levantados para reflexão externados por meio de danças típicas (da Antártida, Europa, Oceania, África, América e Ásia) e também o encontro das mandalas que formariam a Árvore da Vida.

O evento foi prestigiado por pais, alunos, ex-alunos e autoridades municipais, inclusive com a presença do Prefeito de Lins, Edgar Domingues que estiveram presentes na Abertura e exposição dos trabalhos e ainda muitas Escolas do município prestigiaram o evento.

Mais um ano em que o CENSA reafirma o compromisso de incentivar o protagonismo de seus alunos por meio de uma atitude interdisciplinar. O farol está lá sinalizando que podemos, basta querermos.

Que nada nos limita continuar a navegar e contemplar um horizonte que ao mesmo tempo em que se aproxima se distancia, em nossas práxis quando não a revitalizamos.

“Se quiseres construir um barco, não comece por buscar madeira, cortar tábuas ou distribuir o trabalho, mas primeiro desperte nos homens o desejo de mar livre e amplo”. Antoine De Saint Exupery.

Parabéns alunos e comunidade CENSA!