Especialidade e estrutura em Cirurgia Plástica no Hospital Auxiliadora

Cirurgião Plástico Dr. Bruno Nunes fala sobre sua especialidade e estrutura para procedimento no Hospital Auxiliadora

Texto por: Assessoria de Comunicação do Hospital Auxiliadora

Equipe Cirurgica HA - Especialidade e estrutura em Cirurgia Plástica no Hospital Auxiliadora

Você já pensou em fazer uma cirurgia plástica? Já imaginou o quanto este tipo de procedimento poderia transformar a sua vida? As primeiras rugas apareceram, a pele não está mais tão viçosa e firme como antigamente e aquelas gordurinhas extras no abdome e no quadril estão incomodando mais do que nunca?

Conversamos com o médico cirurgião plástico Bruno Nunes que falou um pouco sobre os procedimentos e a tecnologia presentes em sua especialidade. De acordo com o médico as cirurgias mais frequentes são: lipoaspiração, cirurgia de mama (redução, aumento ou elevação das mamas), cirurgia de abdominoplastia, rinoplastia e que algumas vezes os procedimentos podem ser realizados de forma integrada. “Com a tecnologia que encontramos hoje, podemos realizar vários procedimentos no mesmo dia, desde que o paciente tenha saúde e esteja apto para isso. Sempre seguimos um planejamento e sem exageros! Hoje, por exemplo, faremos uma lipoaspiração, mamoplastia e rinoplastia no mesmo paciente”, explicou.

Dr. Bruno enfatiza que para o procedimento acontecer é necessário ter o respaldo de toda uma equipe e também de equipamentos de ponta que hoje se encontra no centro cirúrgico do Hospital Auxiliadora, bem como equipe qualificada, suporte de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) com médicos de prontidão 24 horas, plantonistas anestesistas, equipamentos de imagem de última geração, laboratório de análises clínicas com resultados confiáveis, suportes esse de que o Auxiliadora dispõe atualmente. “Essa junção de fatores traz mais respaldo e aumenta o nível de segurança, o que para mim é muito importante. Gosto muito da hotelaria do Hospital Auxiliadora; o centro cirúrgico tem um parque tecnológico adequado, equipamentos novos que mantêm o paciente estável e em segurança”. E completou: “Poucos hospitais no Brasil possuem as marcas que hoje existem no centro cirúrgico do hospital e isso me deixa muito seguro e confortável para realizar os procedimentos. É importantíssima a presença do hospital para dar credibilidade e segurança ao paciente”, afirmou.

O cirurgião plástico que está há 6 anos em Três Lagoas lembra da capacitação e a exigência que o profissional deve ter. “A cirurgia plástica precisa muito de uma estrutura confiável, mas principalmente de um profissional altamente treinado. Além disso, algumas cirurgias ainda demandam muita força física. Também a concentração, a escolha da técnica utilizada para o procedimento, e a habilidade para a confecção do simples ponto de sutura, faz total diferença no resultado”, disse.

Dr. Bruno atende pacientes de várias localidades do país, como os estados de: Mato Grosso do Sul, São Paulo, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Minas Gerais e até de outros países. “Graças a Deus nesse período que estou em Três Lagoas tive uma grande receptividade e grandes resultados. Todos esses pacientes que são atendidos aqui, de diferentes localidades, por algum motivo conhecem o trabalho que é realizado”, concluiu.