Com participação em projeto, Hospital Auxiliadora consegue resultados positivos e traz melhoria no trabalho da UTI

Texto por: Assessoria de Comunicação do Hospital Auxiliadora

O Hospital Auxiliadora foi selecionado no fim do ano de 2017 para participar do projeto “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, uma realização do Ministério da Saúde e que vista qualificar e capacitar profissionais de saúde para reduzir o número de infecções e acidentes adversos. Nesta etapa do projeto está sendo implantado a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital. O programa reuni cerca de 119 hospitais do Brasil e o Hospital Auxiliadora faz parte desse grupo seleto selecionado pelo Ministério da Saúde, o mentor é o Hospital do Coração HCor.

Na última semana representantes do HCor estiveram visitando in loco a equipe do Auxiliadora. Dra. Andrea Gushken, médica especialista em Ciência da Melhoria, sendo coordenadora da Colaborativa/HCor e do Projeto de Melhorias, e Marianilza Lopes, enfermeira e especialista em projetos, representando a equipe de apoio da Colaborativa/HCor. De acordo com a Dra. Andrea foi realizado uma visita noturna, chamado de “corujão”. “A visita foi ótima, fizemos um reconhecimento com a equipe da noite e viemos trazer a notícia de redução de pneumonia por ventilação mecânica, foi uma redução de quase 40%, o resultado foi fantástico, muitos hospitais não conseguem, toda a equipe se sentiu orgulhosa”. E completou: “Nesta última visita tivemos a oportunidade de envolvimento entre paciente e familiar, juntamente com a equipe multidisciplinar. É muito importante essa abertura, para que o paciente participe, perguntando para ele o que importa naquele momento”, explicou.

Segundo Marianilza, faz 1 ano e meio que iniciou o processo e o que o Auxiliadora reduziu e manteve o resultado positivo com a redução de infecção. “A diminuição da infecção de corrente sanguínea foi positiva, infecção do trato urinário, nossa meta é 50% até o fim do programa da redução de pneumonia por ventilação mecânica. Uma das importantes ações foi a estruturação da equipe com relação ao movimento com a linha de frente com os profissionais da assistência, quando são envolvidos no processo você percebe a melhoria do resultado, isso ficou bem válido entre a equipe, envolvidos no redesenho do processo, as mudanças que facilitam o trabalho”, concluiu.

Os próximos passos é pensar na sustentabilidade do projeto, redução de custos em torno do número de infecções reduzidas e vidas salvas.

PROADI-SUS – O Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS), possibilita que as entidades de saúde de referência participem do desenvolvimento do SUS, transferindo tecnologias de gestão e de atenção úteis para serem adaptadas pela rede pública, além de desenvolverem pesquisas de interesse do sistema.

O que é uma Colaborativa?

Um método de melhoria que se apoia na disseminação e adaptação de um conhecimento já testado, em vários locais (hospitais, clínicas, organizações), para conquistar um objetivo comum.

O Hospital Auxiliadora, através dos comportes do Núcleo de Segurança do Paciente, irá implantar o projeto na UTI e CCIH utilizando métricas e práticas referenciadas utilizadas por Hospitais de referência, tendo como objetivo realizar trabalho e orientações para as melhores práticas quanto o cuidado com a segurança do paciente, maximizar os recursos financeiros propondo reduzir eventuais desperdícios e gerar relatório de resultados no período do projeto.