CJNSA – Água Clara/MS

CJNSA

FanCJNSA

  • Centro Juvenil
  • Pastoral Paroquial
  • Catequese
  • Animação litúrgica
  • Grupos de oração
  • Visita e atendimento às famílias
  • Pastoral da criança.
Contato: CENTRO JUVENIL NOSSA SENHORA AUXILIADORA
Rua Josefina da Silva Rodrigues, 321
Jardim das Palmeiras
79680-000 • Água Clara • MS

Comunidade inserida, na qual Irmãs da Inspetoria Imaculada Auxiliadora desenvolvem atividades catequéticas, formativas e promocionais com a comunidade carente, além de colaborarem com aulas de Ensino Religioso e Educação Artística para a rede Municipal de Ensino. Atuam também na Pastoral da Criança Local.

Mapa Água Clara

Localização

O município de Água Clara está localizado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, á Leste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Três Lagoas) e a meio caminho entre a capital de MS e Três Lagoas. Localiza-se a uma latitude 20º26’53” sul e a uma longitude 52º52’40” oeste. Possui pouco mais de 14 mil habitantes. Distâncias:

204 km da capital estadual (Campo Grande)

868 km da capital federal (Brasília).

Água Clara MSPerfil histórico

A história de Água Clara confunde-se com a construção da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil. A E. F. Itapura a Corumbá foi aberta a partir de 1912, entre Jupiá e Água Clara e entre Pedro Celestino e Porto Esperança, deixando um trecho de mais de 200 km entre as duas linhas esperando para ser terminado, o que ocorreu somente dois anos depois. Em 1913 com a chegada dos trilhos da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, forma se um povoado que passa a ser conhecido como Rio Verde, nome resultante devido o povoado ser banhado pelo Rio Verde, a povoação a princípio formada apenas por construtores da estrada, foi acrescida de comerciantes. O pequeno agrupamento de casas foi evoluindo devido às necessidades surgidas para a instalação dos trilhos da NOB, e consequentemente surgiu a primeira Indústria ao fornecimento de madeiras para os dormentes da estrada.

Em 14 de outubro de 1914 ocorre a inauguração oficial da linha férrea, o que foi um marco, visto que até esse ano havia somente a opção do sofrido caminho dos carros de bois, das tropas de carga e das lamacentas estradas que acessavam a localidade. Logo depois da entrega da linha, em 1917, a ferrovia foi fundida com a Noroeste do Brasil, que fazia o trecho inicial no Estado de São Paulo, entre Bauru e Itapura (somente em 1952 a cidade de Corumbá seria alcançada pelos trilhos). No ano de 1932, devido ao crescimento que atingiu o povoado de Rio verde, foi reconhecido como Distrito de paz de Três Lagoas, com o nome alterado para Água Clara, considerando-se a água cristalina que abastecia a população e que essa água era proveniente do córrego Água Clara, mudou o nome que permanece até os dias de hoje.

No ano de 1953, pela Lei nº 676, de 11 de dezembro, o Distrito de Água Clara é elevado à categoria de Município, sendo sua instalação efetivada a 8 de fevereiro de 1954, assumindo provisoriamente a Prefeitura o Juiz de Paz, Sr. Cassiano Vitório da Silva. Pelas eleições marcadas e realizadas no dia 03 de outubro deste mesmo ano é eleito Evaristo Mariano Rodrigues, o primeiro Prefeito Municipal de Água Clara. Em 1975, o trecho férreo de Água Clara foi incorporado como uma divisão da RFFSA. Em 1977, o sul de Mato Grosso é desmembrado para dar origem ao atual estado de Mato Grosso do Sul, a qual Água Clara faz parte atualmente. Em 1996 a ferrovia foi privatizada pelo governo FHC e entregue em concessão para a Novoeste. A consequência da privatização é o início da modernização da área: demoliram o depósito onde ficavam guardados maquinas e vagões, a maioria dos ferroviários foram embora, as casas foram ficando abandonadas, onde pessoas foram invadindo e muitas foram reformadas, o quartinho dos truqueiros foi demolido.

Residencia FMA Água ClaraHistórico do Centro Juvenil

A Inspetoria Imaculada Auxiliadora – IIA com sede em Campo Grande, Rua Padre João Crippa, nº 1959 se faz presença em Agua Clara desde fevereiro de 1996, quando da abertura de uma comunidade religiosa formada por três irmãs suas associadas que a princípio se dedicaram a pastoral através de encontros e cursos, voltados a formação de lideranças, na medida que tornava conhecido o trabalho por elas desenvolvido foi aumentando a participação na vida pessoal e social das crianças, adolescentes, jovens e famílias.

A formação humana cristã, o apoio a pastoral da criança foram pontos fortes no trabalho das primeiras irmãs que até 1998 residiam próximo a matriz do Sagrado Coração de Jesus. Os anos se encarregaram das mudanças; em 1999 se fez necessário a troca da residência das irmãs para a parte alta da cidade que foi marcada pelo trabalho iniciado no jardim das palmeiras com atendimento a crianças, adolescentes, jovens e famílias do bairro que acolheu o trabalho das irmãs ainda de forma bastante informal e com o foco mais centrado na formação cristã e pastoral da criança.

Centro Juvenil N S Auxiliadora

Em novembro de 2000 se torna uma necessidade a estruturação de um trabalho com cunho mais social com raio de ação mais abrangente. Comprou-se então terreno para a construção de um Centro Juvenil que continuaria sim atendendo necessidades da Igreja e se promovesse ações concretas de cidadania em favor das crianças, adolescentes, jovens e famílias em situação de vulnerabilidade na região.

A IIA assume o Centro Juvenil Nossa Senhora Auxiliadora como um departamento Social da Instituição que mantem a presença de Irmãs associadas, funcionários, conta com parcerias firmadas através de convênios com órgãos públicos, com a Igreja local e bom relacionamento com a população que se torna parceiros do projeto por reconhecer a sua importância em favor dos menos favorecidos.

CENTRO JUVENIL NOSSA SENHORA AUXILIADORA

Em 2008 para atender a demanda o prédio foi ampliado.

Projetos e programas desenvolvidos atualmente:

Hoje a comunidade continua apoiando a proposta do Centro Juvenil de acompanhar e minimizar as dificuldades econômicas e de vulnerabilidade sociais em que as crianças, adolescentes, jovens e famílias vivem nesta região, especialmente os seguintes bairros em que a realidade é preocupante, com poucas perspectivas de melhoria de vida: bairro Jardim das Palmeiras, Jardim Aeroporto, Jardim Primavera, Jardim Novo Horizonte, Jardim São Judas Tadeu e Jardim Nova Agua Clara.

Realidade essa que precisa ser enfrentada com audácia, compreensão e de forma sistemática.

Projeto Artesanato

Despertar e incentivar a criatividade dos educandos através do artesanato com intuito de ocupá-los, socializá-los e desenvolver suas habilidades motoras e capacidade de concentração e disciplina.

CJNSA - Artesanato

Projeto Informática

A inclusão digital é um conceito que engloba as novas tecnologias da informação e comunicação, a educação, a participação, possibilitando a construção de uma cidadania criativa e empreendedora. Por isso, promover a inclusão digital, é dar aos alunos a oportunidade de utilizar esse tipo de tecnologia e comunicação para que os mesmos tenham facilidade no desempenho de diversas tarefas.

CJNSA - Informática

Projeto Leitura

Através da  leitura  dá-se às crianças e adolescentes  a oportunidade de aprender a transformar suas próprias vidas através da arte, da leitura, do respeito, do amor e da fé. Estimulaando-os   através da leitura e da arte a transformar um livro em uma viagem para o mundo da sabedoria.

leitura

Projeto Violão

A música é  a linguagem do coração humano. A habilidade de tocar um instrumento musical tem o poder de atenuar os problemas e tensões da vida moderna proporcionando melhoria de qualidade de vida, no desempenho das atividades rotineiras e na motivação fortalecendo a autoconfiança.  Proporcionamos  aos participantes a oportunidade de desenvolvimento de competências e talentos através da habilidade de tocar e cantar, participando de atividades culturais, artísticas e educativas.

CJNSA - Violão

Catequese e grupo de oração

CJNSA - Catequese

Recreação e jogos

CJNSA - Recreação e jogos 1CJNSA - Recreação e jogos 2